Skip to content

CAMPANHA DE ROSÁRIOS PELAS ELEIÇÕES

 

Clique na imagem para ler a oração que acompanha o Rosário

Clique aqui para ler o texto explicativo

 

Dossie contra a tentativa de difamação contra o Papa Pio XII

 
Mentira X Verdade
À esquerda, o cartaz do filme "Amém" de Costa Gavras mostra uma cruz se transformando em Suástica. 
— é a cruz da mentira.
À direita, a capa de uma revista alemã da época mostra a cruz como clara inimiga do regime nazista.  
— é a cruz da verdade.
 
Depoimentos:
 
"Nós partilhamos a dor da humanidade (...). Durante o decênio de terror nazista, quando nosso povo foi submetido a um martírio terrível, a voz do Papa se levantou para condenar os perseguidores e para clamar por piedade para com suas vítimas."
(Condolências de Golda Meir, Ministra das Relações Exteriores de Israel, na morte de Pio XII. Citado em "Itinéraires" n° 306)
 
"A Igreja Católica foi a única a elevar a voz contra os assaltos dirigidos por Hitler contra a liberdade. Até então, jamais havia me interessado pela Igreja, mas hoje exprimo minha grande admiração e minha profunda afeição por esta Igreja que, sozinha, tive a inquebrantável coragem de lutar pelas liberdades morais e espirituais."
(Albert Einstein, citado por Roche e St Germain, em "Pie XII devant l'Histoire", prefácio, ed. Laffont, pag.14)
 
"Posso afirmar que o Papa pessoalmente, a Santa Sé, os Núncios e toda a Igreja Católica salvaram de 150 a 400 mil judeus de uma morte certa. Quando fui recebido em Veneza pelo sr. Roncalli, o futuro João XXIII, e lhe exprimi o reconhecimento de meu país pela ação feita em favor dos judeus quando ele era Núncio em Istambul, ele me interrompeu para me recordar que sempre agira sob ordem precisa de Pio XII."
(Pinhas Lapid, cônsul de Israel em Milão. Declaração publicada no "Le Monde" em 13 de dezembro de 1963. Citada em "Itinéraires" n°306, pag.48)
 
"A intervenção do Papa Pio XII permitiu a salvação de dezenas de milhares de judeus durante a guerra, declarou o presidente da associação anglo-judáica, Sr. Maurice Edelman, deputado trabalhista."

("La Gazette de Liège" 23 de abril de 1964)

AdaptiveThemes