Skip to content

CAMPANHA DE ROSÁRIOS PELAS ELEIÇÕES

 

Clique na imagem para ler a oração que acompanha o Rosário

Clique aqui para ler o texto explicativo

 

Capitulo 6 -- As nove promessas

John Vennari

Juntamente com essas considerações, há uma razão ainda mais poderosa para nos dedicarmos à Sagrada Face: as gloriosas recompensas prometidas por Nosso Senhor para aqueles que praticarem a devoção.

Deus sabe que o homem é motivado, de maneira geral, pelo retorno que obtém de suas atividades e leva isso em conta ao lidar conosco. Quando pediu a Santa Margarida Maria Alacoque o estabelecimento da devoção ao Sagrado Coração, fez doze promessas aos que a praticassem. Quando Nossa Senhora encorajou o povo a rezar o Rosário, deu ao Bem-aventurado Alan de la Roche quinze promessas para os que o recitassem regularmente. Da mesma forma, há nove promessas de Nosso Senhor para os que praticarem a Devoção à Sagrada Face. Essas promessas foram reunidas por volta de 1880 pelos propagadores originais da devoção. As duas primeiras são promessas feitas a Santa Gertrude e a Santa Matilde, e as demais foram reveladas por Nosso Senhor à Irmã Maria de São Pedro:

 

  1. “Eles receberão em si mesmos, pela impressão de minha Humanidade, uma brilhante irradiação de minha Divindade, e serão iluminados por Ela no fundo da alma, de sorte que, pela semelhança de minha Face, brilharão mais que muitos outros na vida eterna.” [Santa Gertrude, Insinuationes divinae pietatis, Livro IV, Cap. VII]
  2. Santa Matilde perguntou a Nosso Senhor se aqueles que celebrassem a memória de sua Sagrada Face ficariam alguma vez privados de sua amável companhia. Nosso Senhor respondeu: “Nem um só deles será separado de mim.” [Santa Matilde, Liber Specialis Gratiae, Livro I, Cap. XIII]
  3. “Nosso Senhor,” disse a Irmã Maria de São Pedro, “prometeu-me imprimir nas almas daqueles que honrarem sua Santíssima Face os traços de sua divina semelhança.” [21 de janeiro de 1847] ― “Essa Face adorável é como o selo da Divindade, que tem a virtude de reimprimir, nas almas que a Ela se aplicam, a Imagem de Deus.” [9 de novembro de 1846]
  4. “Por minha Sagrada Face, fareis prodígios.” [27 de outubro de 1845]
  5. “Obtereis, por minha Sagrada Face, a salvação de muitos pecadores. Por essa oferta, nada vos será recusado. Se soubésseis como a vista de minha Face é agradável a meu Pai!” [22 de novembro de 1846]
  6. “Da mesma forma que num reino compra-se tudo o que se pode desejar com uma moeda marcada com a efígie do príncipe, assim, com a moeda preciosa de minha santa humanidade, que é minha Face adorável, obtereis no reino dos Céus tudo o que desejardes.” [29 de outubro de 1845]
  7. “Todos os que se aplicarem a honrar minha Sagrada Face em espírito de reparação, farão nisso o ofício da piedosa Verônica.” [27 de outubro de 1845]
  8. “Conforme o cuidado que tiveres em reparar minha Face desfigurada pelos blasfemadores, da mesma forma cuidarei da vossa que está desfigurada pelo pecado: reimprimirei nela minha imagem e a tornarei tão bela quanto ao sair das fontes do batismo.” [3 de novembro de 1845]
  9. “Nosso Senhor prometeu,” disse ainda a Irmã Maria de São Pedro, “a todos os que defenderem sua causa nessa obra de reparação, por palavras, por orações ou por escrito, que defenderá a causa deles diante de seu Pai; quando de sua morte, limpará a face de suas almas, apagar-lhes-á as manchas do pecado, e lhes restaurará sua beleza primitiva.” [12 de março de 1846] 1

 

Examinaremos a seguir como essas revelações aplicam-se especialmente ao presente período da história da Igreja, particularmente levando em conta o alerta de Nosso Senhor: “A Igreja está ameaçada por uma horrível tempestade. Rezai! Rezai!” 2

  1. 1. As nove promessas foram publicadas pela primeira vez no livro do Padre P. Janvier, M. Dupont et L’oratoire de la Sainte-Face, Tours, 3ª edição, 1880, p. 70.
  2. 2. VSSP, p. 384.
AdaptiveThemes