Skip to content

Category: conservadoresConteúdo sindicalizado

ENFIM, O CISMA

Dom Lourenço Fleichman OSB

Em 1976, amigos franceses enviaram a Gustavo Corção notícias de um bispo italiano que escrevera para seus padres e fiéis denunciando o comunismo. Os amigos que enviaram a auspiciosa notícia ao jornalista e escritor católico estavam entusiasmados com a novidade, achando que aquela reação podia significar uma mudança de ares na Igreja.

Gustavo Corção escreveu sobre o fato um artigo em que mostrava aos seus amigos e leitores que o entusiasmo não era cabível. Antes de mostrar quão superficial era a crítica do bispo ao comunismo, Corção explicou:

Leia mais

LANÇAMENTOS DA EDITORA PERMANÊNCIA

Agora é o nº 274, da nossa

Revista Permanência que já está à venda.

Editorial - Vaticano II canonizado - uma análise crítica às canonizações impossíveis de João XXIII e João Paulo II.

Ainda nesse tema, John Vennari escreve sobre Madre Tereza de Calcutá, mostrando o quanto esta religiosa está longe dos cristérios católicos de santidade.

Publicamos ainda um belíssimo trabalho do Pe. Calmel O.P., sobre as grandezas de Jesus Cristo, no qual o corajoso dominicano combate o  rebaixamento da divindade de Jesus Cristo, operada pelo último Concílio.

Vários outros artigos ilustram este número de Pentecostes da nossa Revista.

Dessa vez, a polêmica fica por conta da entrevista exclusiva concedida pelo Cel. Carlos Alberto Brilhante Ustra. Nossos leitores já o conhecem, sobretudo por causa do livro A Verdade Sufocada, que vendemos em nossa livraria virtual.

O Cel. Ustra foi escolhido como bode expiatório pelo governo do PT, para pagar pela derrota impressionante que nossos militares infringiram aos comunistas já acampados no poder, em 1963, e que ousaram lançar uma guerra civil no Brasil. Foram derrotados.

Hoje, de volta ao poder, os antigos terroristas  não sossegam enquanto não se vingarem dos nossos militares.

Mas eles não esperavam que o Cel Ustra lançasse em livro documentos e depoimentos que desmontam, uma a uma, as acusações caluniosas da mídia e dos tribunais.

O Cel Ustra aceitou responder às nossas perguntas e honra nossas páginas com sua presença.

CLIQUE AQUI E LEIA A REVISTA PERMANÊNCIA

 

Outra novidade:

PEQUENO MANUAL DO CATÓLICO

Este livreto de Dom Lourenço Fleichman OSB expõe, em perguntas e respostas, a prática da Igreja sobre o comportamento que devemos ter quanto a questões da vida da Igreja. Quanto à Santa Missa, ao templo, ao missal, aos cinco Mandamentos da Igreja, e de todos os Sacramentos. Ele responderá, certamente, a muitas dúvidas da atualidade.

Formato 18 x 12, 50 páginas  R$  17,00

Conservadores ou Católicos?

Dom Lourenço Fleichman OSB

 A crise da Igreja trouxe para a nossa sociedade matizes religiosos diferentes e supreendentes. Por si só, a multiplicação dos estudos e o conseqüente aumento do conhecimento do objeto material da fé, gera discussão, análise, grupos mais ou menos coesos e diversidade de opiniões. Estas se formam tanto em relação aos objetos questionáveis da Religião, como também, em muitos casos, quanto ao que a Religião tem de inquestionável, definido e eterno.

Por exemplo: discute-se se é pecado ou não uma atitude, um comportamento. Ouvir tal música, ou vestir tal roupa. Assuntos controvertidos, sujeitos a argumentos a favor ou contra, logo, sujeito a opiniões. Mas discute-se também sobre o Concílio Vaticano II e nossa adesão a ele, matéria relativa à fé, onde os critérios já serão dogmáticos e, na sua argumentação mesma, tenderão a posições definidas, certas ou erradas. Isso faz parte da vida católica, sem dúvida, e poderia ser saudável.

Mas ocorre freqüentemente das opiniões livres serem vistas como dogmas e, ao contrário, os dogmas serem discutidos como sujeitos a opiniões. Leia mais

AdaptiveThemes