Skip to content

CAMPANHA DE ROSÁRIOS PELAS ELEIÇÕES

 

Clique na imagem para ler a oração que acompanha o Rosário

Clique aqui para ler o texto explicativo

 

29 de janeiro: A atitude que devemos ter perante o Verbo de Deus

29 de janeiro
       
 
I. — Se o Verbo de Deus é o Filho de Deus e todas as palavras de Deus possuem alguma semelhança com esse verbo, todos nós devemos:
 
1. Em primeiro lugar, ouvir com satisfação as palavras de Deus. Se ouvirmos com prazer as palavras de Deus, isto é sinal de que amamos a Deus.

2. Em segundo lugar, crer nas palavras de Deus, porque é assim que o Verbo de Deus habita em nós, isto é, Cristo, que é o Verbo de Deus. Lê-se no Apóstolo S. Paulo: « Habitar Cristo, pela fé, em vossos corações ». (Ef 3, 17). Lê-se também em S. João: « Não tendes o Verbo de Deus permanecendo em vós porque não acreditais n’Aquele que Ele enviou ». (Jo 5, 38).

3. Em terceiro lugar, convém que sempre tenhamos o Verbo de Deus, que permanece em nós, como objeto das nossas meditações. Não é conveniente apenas crer, mas é necessário também meditar, pois de outro modo, a fé não nos seria útil. A meditação sobre o Verbo de Deus é muito útil contra o pecado. Lê-se nos Salmos: « Escondi no meu coração a Vossa palavra, para não pecar contra vós » (Sl 118, 11). Lê-se, ainda, a respeito do homem justo: « Meditarei dia e noite na Sua Lei » (Sl 1, 2). Por isso sabemos que a Virgem Maria « conservava todas essas palavras, meditando sobre elas no seu coração » (Lc 2, 51).


4. Em quarto lugar, convém que o homem comunique aos outros a palavra de Deus, admoestando, pregando-a para eles e afervorando-lhes a fé. Encontram-se nas cartas de S. Paulo os seguintes textos: « Que nenhuma palavra má proceda da vossa boca, mas somente as boas palavras que edificam » (Ef 4, 29). « Que a palavra de Cristo habite em vós abundantemente, com toda sabedoria, culminando e admoestando uns aos outros » (Cl 3, 16); « Prega a palavra, insiste oportuna e importunamente, repreende, pede e ameaça com toda a paciência e com toda a doutrina » (2 Ts 4, 2). 43 

 
5. Finalmente, devemos cumprir o que a palavra de Deus determinou. Lê-se em S. Tiago: « Sede realizadores da palavra de Deus e não apenas ouvintes, enganando-vos uns aos outros » (Tg 1, 22).
  
II. — Na mesma ordem, a Bem-aventurada Virgem Maria seguiu essas cinco recomendações, quando nela foi gerado o Verbo de Deus. 
  
1. Primeiramente, ouviu: « O Espírito Santo virá sobre ti » (Lc 1, 35). 
  
2. Depois, consentiu pela fé: « Eis a escrava do Senhor » (Lc 1, 38). 
   
3. Em terceiro lugar, recebeu o Verbo Encarnado e O carregou em seu seio
  
4. Em quarto lugar, ela O pronunciou quando a Ele deu a luz.
     
5. Finalmente, nutriu-O e amamentou-O. Eis porque a Igreja canta: « A Virgem amamentava, fortalecida do céu, o próprio Rei dos Anjos ».
 
In Symb. Apost.
  
 (P. D. Mézard, O. P., Meditationes ex Operibus S. Thomae.
Da Tradução de Dom Odilão Moura, OSB)

AdaptiveThemes