Skip to content

Novidades na livraria:

  

Revista do Tempo Depois de Pentecostes154 páginas

No Editorial, a violência do Islão contra a Civilização e a Fé Católica. A fraqueza dos governantes ocidentais diante da grave ameaça dos muçulmanos. Artigos sobre a Questão Religiosa, que opôs gravemente a Igreja ao governo do 2º Império, filo-maçônico. A 2ª parte do livro "Eles Pensam que venceram", sobre as principais personagens da Nova Teologia, que fizeram o Concílio Vaticano II. Don Sardá y Salvany, num clássico sobre o Espiritismo. Hugo de São Vitor, escreve sobre os 5 septenários das Escrituras. Fechando, alguns poemas contemporâneos. Não deixe de divulgar esta revista de formação católica. 

     

Visite nossa Livraria e assine a Revista Permanência.

Permanecei, Senhor (Oração do Pe. Pio)

Setembro 19, 2010 escrito por drupal_migrador

Permanecei, Senhor,  comigo, porque é necessária a Vossa presença para não Vos esquecer.
 
Sabeis quão facilmente Vos abandono.
 
Permanecei, Senhor, comigo, pois sou fraco e preciso da Vossa força para não cair tantas vezes.
 
Permanecei, Senhor, comigo, porque Vós sois a minha luz e sem Vós estou nas trevas.
 
Permanecei, Senhor, comigo, pois Vós sois a minha vida e sem Vós esmoreço no fervor.
 
Permanecei, Senhor, comigo, para me dares a conhecer a Vossa vontade.
 
Permanecei, Senhor,  comigo, para que ouça a Vossa voz e Vos siga.
 
Permanecei, Senhor,  comigo, pois desejo amar-Vos muito e estar sempre em Vossa companhia.
 
Permanecei, Senhor,  comigo, se quereis que Vos seja fiel.
 
Permanecei, Senhor, comigo, porque, por mais pobre que seja minha alma, deseja ser para Vós um lugar de consolação e um ninho de amor.
 
Permanecei, Jesus, comigo, pois é tarde e o dia declina... isto é, a vida passa, a morte, o juízo, a eternidade se aproximam e é preciso refazer minhas forças para não me demorar no caminho, e para isso tenho necessidade de Vós.
 
Já é tarde e a morte se aproxima. Temo as trevas, as tentações, a aridez, a cruz, os sofrimentos, e quanta necessidade tenho de Vós, meu Jesus, nesta noite de exílio.
 
Permanecei, Jesus,  comigo, porque nesta noite da vida, de perigos, preciso de Vós.
 
Fazei que, como Vossos discípulos, Vos reconheça na fração do pão, isto é, que a comunhão eucarística seja a luz que dissipe as trevas, a força que me sustente e a única alegria do meu coração.
 
Permanecei, Senhor,  comigo, porque na hora da morte quero ficar unido a Vós, senão pela comunhão, ao menos pela graça e pelo amor.
 
Permanecei, Jesus,  comigo, não Vos peço consolações divinas porque não as mereço, mas o dom de Vossa presença, ah! sim, vo-lo peço.
 
Permanecei, Senhor,  comigo, é só a Vós que procuro, Vosso amor, Vossa graça, Vossa vontade, Vosso coração, Vosso Espírito, porque Vos amo e não peço outra recompensa senão amar-Vos mais. Com um amor firme, prático, amar-Vos de todo o meu coração na terra para continuar a Vos amar perfeitamente por toda a eternidade.

AdaptiveThemes