Skip to content

São Pio V (2)

A Bula Quo Primum Tempore

O texto que apresentamos a seguir é a tradução da Bula Quo Primum Tempore, do Papa São Pio V, datada de 14 de julho de 1570. Poucos são os documentos pontifícios que apresentam tamanho vigor, clareza, determinação. E isso tudo, para proteger a Santa Missa dos ataques dos inimigos.

Feita na medida do nosso tempo, a Bula de São Pio V precisa ser conhecida por todos os fiéis empenhados no combate pela Tradição, pela Missa de sempre. Ela é nossa principal arma, mais do que uma arma, uma muralha protetora, inquebrantável, intransponível.

Por ser tal, sua leitura nos traz um aumento de convicções e de fé, nos preparando assim, para resistir aos ataques modernistas, à marginalização inevitável que sofremos, e que devemos saber oferecer, como sendo nosso martírio, nosso sangue derramado todos os dias.

Não foi por acaso que tivemos São Pio V para nos confortar com esta Bula; não foi por acaso que tivemos São Pio X, último Papa santo, que também nos protegeu do modernismo. Que eles intercedam por nós, hoje, para que não sejamos menos corajosos do
que eles foram, e para que nosso combate nos sirva para a vida eterna.
 
Dom Lourenço Fleichman
 
 

Bula Quo Primum Tempore

O texto que apresentamos a seguir é a tradução da Bula Quo Primum Tempore, do Papa São Pio V, datada de 14 de julho de 1570. Poucos são os documentos pontifícios que apresentam tamanho vigor, clareza, determinação. E isso tudo, para proteger a Santa Missa dos ataques dos inimigos.

AdaptiveThemes